Sistema de Delivery: por que você precisa dele?

Até a crise da COVID-19 impor o confinamento social ao mundo inteiro, o sistema de delivery representava sobretudo uma comodidade aos consumidores.

Dê play para ouvir o texto!

De repente, diante da pandemia, esse serviço passou a significar também uma medida de sobrevivência

Ao longo deste artigo, iremos aprofundar o tema, sistema de delivery, relacionando-o aos segmentos de supermercado e restaurante, com foco especial na epidemia do novo coronavírus.

Inicialmente vamos falar sobre como ela impulsionou o delivery no Brasil. 

Epidemia da COVID-19 impulsiona sistema de delivery no país 

Se, da janela da nossa casa, dermos uma olhada na (pouca) movimentação da rua – cenário decorrente da quarentena recomendada pelas autoridades mundiais de saúde – poderemos perceber que o trânsito está dominado especialmente por motoentregadores

A maioria desses profissionais, tão indispensáveis neste momento de crise, carrega nas costas mochilas térmicas em forma de cubo com a logomarca de aplicativos de delivery, como: iFood, Uber Eats e Rappi

O Rappi, que é uma startup colombiana, registrou um aumento de aproximadamente 30% de pedidos em toda a América Latina no início de 2020, em comparação ao último bimestre de 2019. 

A maior parte dos pedidos feitos por esse sistema de delivery está relacionada a necessidades primárias, o que abrange restaurantes, supermercados e farmácias, conforme mostra matéria da Exame

Esse novo contexto, provocado pelos impactos sociais e econômicos do novo coronavírus, praticamente obriga supermercadistas e donos de restaurantes e farmácias a implantar (caso não haja) um sistema de delivery em seus empreendimentos. 

Se não houver a preocupação, especialmente do empresariado desses segmentos, com as possibilidades trazidas pelos serviços de entrega em domicílio, provavelmente a crise financeira dos respectivos setores terá impactos muito mais fortes.  

No próximo tópico, vamos mostrar por que seu food service precisa dispor de um sistema de delivery eficiente. 

Como um app de delivery pode alavancar seu food service

O sistema de delivery já vinha se mostrando como tendência mundial antes mesmo da pandemia da COVID-19. 

No Brasil, o número de pedidos pelo iFood, por exemplo, passou de 8,5 milhões, em julho de 2018, para 20 milhões no mesmo período em 2019. 

Além disso, a quantidade de restaurantes cadastrados no aplicativo dobrou: em 2018, havia 5Definir imagem destacada0 mil estabelecimentos catalogados e em 2019 esse número saltou para 100 mil, de acordo com reportagem da Folha de S.Paulo

Esse boom do sistema de delivery vem estimulando o investimento em dark kitchens, que são cozinhas voltadas exclusivamente para as entregas em domicílio, isto é, não são abertas ao público. 

Além das dark kitchens, o segmento da gastronomia também tem sido ocupado por coworkings de cozinha

Trata-se de espaços compartilhados que oferecem equipamentos e utensílios necessários para realizar as atividades de uma cozinha profissional. 

Nesses lugares, além de ser possível preparar refeições para delivery, há a opção de ministrar workshops e promover happy hours e reuniões

Mas, para que essas tendências do food service funcionem plenamente, ou seja, a fim de integrar os processos relacionados a elas, é necessário contar com o suporte de tecnologias.

Dessa forma, consegue-se registrar os pedidos dos clientes, receber os pagamentos das taxas e realizar as entregas através do sistema de delivery; tudo remotamente.  

Investir em um bom software para restaurante apresenta-se neste momento como uma medida essencial. Eis o assunto que iremos discutir no próximo tópico deste artigo.

Como escolher o melhor software para restaurante?

Diante do confinamento que estamos vivendo, para otimizar tanto o trabalho remoto quanto o sistema de delivery, utilizar um software para restaurante vem se mostrando essencial. 

Ao escolhê-lo, atente-se especialmente a estas funcionalidades que ele deve apresentar:

Integração com aplicativos de delivery de comida

Mesmo os restaurantes com atendimento presencial devem contar com uma plataforma que englobe o recebimento de pedidos on-line e um sistema de delivery.  

Isso porque, como já mostramos neste artigo, a procura pelo sistema de delivery tem aumentado significamente no Brasil (e no mundo). 

Então, abrir mão desse recurso pode impactar negativamente a receita do seu food service

Uma boa alternativa para equilibrar o faturamento do seu restaurante, sua lanchonete ou pizzaria é contar com um app de entregas próprio

A AM3 soluções oferece essa solução, cujas vantagens são: 

Mais autonomia

Quando sua empresa está cadastrada em uma plataforma controlada por terceiros, parte do processo de venda será realizada por ela, assim, você perde o controle total do serviço oferecido. 

Caso o cliente peça uma refeição por um app de delivery que seja um player de mercado, como iFood e Uber Eats, por exemplo, pode haver uma demora maior na entrega. 

O consumidor, por sua vez, pode associar o atraso à má gestão do food service, o que não procede.  

Então, quando seu estabelecimento possui um app de delivery próprio, você passa a ter mais controle de todas as etapas operacionais do seu empreendimento

Menos gasto com taxas

Os sistemas de delivery que atendem vários food services obviamente cobram tarifas pelos serviços realizados (registro/processamento de pedidos + entrega);

Essas cobranças podem ser fixas ou variar de acordo com as transações realizadas. 

Independentemente de como sejam realizadas, fato é que elas impactam o preço dos produtos alimentícios que você comercializa.   

Com um app de delivery próprio, há a possibilidade de cobrar como adicional somente o valor da entrega, sendo possível personalizar o preço das refeições e apresentando, como consequência, vantagens competitivas

Mais segurança

Com um sistema de delivery próprio, é possível realizar operações mais seguras. Isso porque há a possibilidade de rastrear todos os dados da venda, o que proporciona mais tranquilidade também para o cliente. 

Principalmente durante a pandemia da COVID-19, em que há uma procura maior pelo sistema de delivery, autoridades de segurança alertam a população sobre golpes cibernéticos

Nesse sentido, é fundamental ter atenção redobrada para não cair em golpes praticados na internet, como mostra matéria do Correio Braziliense

Além dessas três vantagens de se ter um app de delivery próprio, através dele, é possível melhorar a satisfação do cliente, já que os dados dos pedidos são registrados com mais precisão, garantindo que a refeição atenda à expectativa do consumidor e seja entregue sem muita demora e no endereço correto. 

Realização de vendas on-line 

As dark kitchens e os coworkings de cozinha, já mencionados neste artigo, são focados especialmente em vendas on-line

Dessa forma, essas tendências do mercado gastronômico precisam contar com automações para apresentar bons resultados tanto no atendimento aos clientes quanto nas transações realizadas

É importante destacar que, quando se pensa em vendas feitas pela internet, é imprescindível levar em conta o TEF

A sigla é a abreviação de Transferência Eletrônica de Fundos que, na prática, corresponde ao serviço responsável por efetivar, de forma virtual, as vendas feitas por cartão. 

Gestão completa do seu negócio 

Além das funcionalidades apresentadas anteriormente, um bom software para restaurante deve otimizar a gestão dos diversos fatores que fazem seu restaurante funcionar. 

Nesse sentido, podemos destacar: administração contábil e fiscal – nisso se inclui a emissão de notas fiscais, além do controle do fluxo de caixa; gestão do estoque e envio de relatórios de todas as áreas da empresa. 

A seguir vamos entender por que o sistema de delivery, principalmente neste período de isolamento social, tornou-se tão necessário no varejo supermercadista também. 

Aumenta a busca por delivery em supermercados durante a quarentena

Outro setor que atende as necessidades elementares da população é o de supermercados. Por isso, é comum haver grande movimentação de pessoas nesses espaços. 

No entanto, com o isolamento social imposto pelo novo coronavírus, a procura pelo sistema de delivery para realizar/entregar as compras aumentou.

Só no Rio de Janeiro, o sistema de delivery registrou uma alta de 400% em supermercados, de acordo com matéria do Uol

Fato é que o varejo supermercadista vem se reinventando a fim de dar conta das demandas durante a pandemia. 

Alguns supermercados, antes da COVID-19, já disponibilizavam lista de produtos em promoção pelo WhatsApp e os consumidores podiam fazer seus pedidos por esse canal. 

Porém, o sistema de delivery é cada vez mais utilizado e necessário nesse segmento.  

Dessa forma, se um supermercado já possui outros softwares para auxiliar na gestão, seja para controlar o estoque, o fluxo de caixa ou para realizar vendas on-line, por exemplo, é imprescindível que o sistema de delivery possa ser integrado à plataforma já utilizada

Nesse sentido, um bom software para supermercado deve contar com algumas funcionalidades em especial. É o que veremos no próximo tópico. 

Quais funcionalidades um software para supermercado deve ter?

As operações do varejo supermercadista vêm passando por mudanças significativas durante a quarentena. 

Se antes da pandemia o atendimento presencial dominava o setor, atualmente até as equipes que trabalham em supermercados foram reduzidas. 

O trabalho remoto nesse varejo tornou urgente a implantação (ou, pelo menos, a utilização) de um bom sistema de delivery, já que as vendas on-line é que dominam essa forma de trabalhar. 

Por isso, uma necessidade primordial do software para supermercado é a de fazer o levantamento de dados do cliente, a fim de lhe prestar um atendimento eficiente. 

Permitir o levantamento de dados do cliente 

Ao disponibilizar vendas pela internet, é possível acessar uma quantidade enorme de informações sobre os clientes. 

Estes, para realizar os pedidos, devem navegar pelo site do supermercado e fazer um cadastro antes mesmo de iniciar a compra. 

Só com esse comportamento já é possível obter diversos dados dos consumidores, como: de onde estão acessando; qual é o sistema operacional e o navegador utilizados; quais páginas visitaram e que produtos procuraram, por exemplo. 

Essas informações podem ser transformadas em estatística, o que simplifica e otimiza o atendimento ao público

Facilitar a interação do cliente com o sistema

Outro ponto a ser considerado ao escolher o melhor software para supermercado diz respeito à possibilidade de interação do cliente com o sistema

Além de conseguir realizar a compra de maneira simples, o consumidor precisa ter um espaço para tirar dúvidas, comentar sobre algum produto e avaliar o atendimento virtual, por exemplo.

Dessa forma, o site do supermercado deve contar com uma interface intuitiva, a fim de receber feedback do cliente e melhorar, se necessário, os serviços oferecidos. 

Otimizar a gestão de todos os setores do supermercado

Um bom ERP para supermercado deve também integrar todos os dados dos diferentes setores do seu varejo. 

Assim, é possível agilizar o checkout, emitir notas fiscais, operar off-line em casos de queda da internet, realizar transferências eletrônicas de quantias com conciliação bancária

Um software para supermercado deve possibilitar ainda: a otimização de vendas on-line; o gerenciamento dos preços; o controle do fluxo de caixa; a gestão contábil e fiscal e a administração do estoque. 

É imprescindível também que o software para supermercado esteja vinculado às redes sociais, afinal, através delas, os consumidores podem acompanhar promoções, tirar dúvidas, dar opiniões e ser fidelizados à rede. 

Para finalizar este artigo, recapitulando o foco em food service, vamos mostrar algumas vantagens de utilizar um sistema de delivery em seu restaurante. E a maioria delas vale para supermercados também. 

Vantagens de usar um app de delivery em seu restaurante 

Aplicativos como o iFood representam uma “praça de alimentação on-line”, pois reúnem diversos restaurantes em um só espaço. 

Assim, os clientes têm a opção de escolher o produto que desejam consumir de maneira bastante prática, através de poucos toques. 

Abaixo, vamos listar algumas vantagens de seu food service contar com um aplicativo de delivery, seja ele  próprio ou não.

  • Essas ferramentas podem atrair muitos clientes para o seu estabelecimento, porque o número de usuários cadastrados nelas é enorme e elas servem de vitrine à sua empresa;
  • Os aplicativos de delivery substituem a forma ultrapassada de fazer pedidos por telefone;
  • Os clientes não precisam se deslocar nem esperar para serem atendidos; de onde estiverem, podem navegar por um cardápio digital, fazer o pedido e este irá ao seu encontro;
  • Para começar a usar um app de delivery, é simples: basta baixá-lo e se cadastrar no site. Assim, seu food service, em poucos dias, vai aparecer nos resultados de busca dos usuários;
  • Há mais precisão nos pedidos: se antes um funcionário tinha que ouvir/digitar a solicitação do cliente, com um aplicativo de delivery, o próprio usuário escolhe, no cardápio on-line, o que deseja consumir, evitando, portanto, erros nos pedidos. 

Apresentadas essas vantagens, você ficou convencido da importância de contar com um sistema de delivery em seu food service

Ao longo deste artigo, vimos como o trabalho remoto e o sistema de delivery se tornaram práticas essenciais durante o isolamento social resultante da epidemia da COVID-19.  

Esse comportamento provavelmente irá se manter em ascensão mesmo após a crise causada pelo novo coronavírus. 

Isso porque, até a economia se restabelecer, o home office (ou o trabalho a distância), por exemplo, irá contribuir para a contenção de despesas nas organizações

O sistema de delivery, por sua vez, além de trazer vantagens aos empresários do varejo, poupa o bolso dos clientes, na medida em que estes são dispensados de pagar os 10% aos garçons, por exemplo. 

Seja para implantar (ou otimizar) a cultura do trabalho remoto em seu varejo, seja para auxiliá-lo no sistema de delivery, a AM3 Soluções tem a melhor solução para a sua empresa. Conheça nossos serviços!

Gostou do nosso conteúdo? Então compartilhe nas redes sociais e deixe seu comentário para enriquecermos o debate.

Robson Lins

Bacharel em Administração pela Universidade Federal de Campina Grande, CMO na AM3 Soluções, apaixonado por cinema, música e tecnologia.

Deixe uma Resposta