Empresa do futuro: descubra como se adaptar ao mercado

Em um mundo que passa por rápidas e constantes transformações, é imperioso ser (ou buscar ser) uma empresa do futuro. Mas em que consiste esse conceito e como ser uma empresa assim?

Dê play para ouvir o texto!

A denominação empresa do futuro pode passar uma ideia de algo extremamente tecnológico, robótico até, com as máquinas atuando no lugar das pessoas. Mas será que essa ideia está correta?

Saiba que não é bem isso. Ser uma empresa do futuro não é algo distante a nenhuma organização que realmente se proponha a atingir esse ideal.

Por isso, aproveite a leitura deste artigo para saber o que é uma empresa do futuro e, principalmente, quais as características desse novo modelo de organização.

O que é uma empresa do futuro?

Empresas do futuro simplesmente não têm medo de mudanças – principalmente as do mercado. Você sabe por quê? Porque elas sabem que o mercado é extremamente volátil!

Não há mais como ter uma mentalidade de décadas atrás, com a qual os empresários abriam seus negócios e não mudavam absolutamente nada com o passar dos anos.

Infelizmente, ainda existem donos de negócio que agem assim: têm receio da mudança, preferem se manter ancorados a uma ideia que, no passado, pode até ter dado certo – mas que não se encaixa mais no que o cliente atual deseja.

Entenda: não estamos dizendo que é preciso mudar, por exemplo, o produto ou serviço que sua empresa oferece para outro completamente diferente, ou ainda de nicho de mercado.

A questão é que uma empresa do futuro está atenta às variações do mercado, do consumidor e – principalmente – não se assustam com essas mudanças.

Isso acontece porque elas investem em soluções e buscam sempre atualizar e modificar seus processos internos para conseguir se diferenciar da concorrência e, com isso, manter sua fatia de mercado – ou ampliá-la.

Mas como elas conseguem fazer isso? A palavra-chave é transformação digital. Isso não engloba apenas adotar tecnologias em sua gestão de processos, apesar de isso ser importante também.

A transformação digital é uma mudança de mentalidade, conhecida como mindset. É se antecipar às demandas do mercado e dos clientes, inovando os processos internos e respondendo às alterações externas.

Essa mudança permite se adaptar e se integrar às principais soluções tecnológicas do mercado para que a marca tenha cada vez mais valor. E é justamente por ter esse mindset que a empresa do futuro vai ditar os rumos do mercado e, com isso, se diferenciar.

“Poxa vida, mas isso tudo parece muito difícil!”, você pode pensar. Mas será que é mesmo? Saiba que não!

A seguir, apresentaremos as características de uma empresa do futuro para você ver que esse futuro está muito próximo de você – e pode começar agora.

Quais as características de uma empresa do futuro?

Não há como listar as características de uma empresa do futuro sem antes falar um pouco das chamadas fintechs. Trata-se de start-ups com foco em serviços financeiros.

A palavra fintech vem da junção de Financial e Technology, ou seja, finança e tecnologia. Essas empresas trazem diferenciais competitivos, buscando facilitar a vida do cliente com suas soluções financeiras.

Elas geralmente oferecem os mesmos serviços das instituições financeiras tradicionais, porém com mais agilidade, menos burocracia e menos custos para os clientes. O Nubank é um excelente exemplo de fintech.

O mercado e os clientes respondem a esse novo modelo de negócios: em 2018, 370 start-ups brasileiras estavam atuando no segmento de fintech, e três em cada quatro bancos consideram o avanço das fintechs uma ameaça.

Mas como esse exemplo de empresas se diferencia das demais a ponto de elas serem ilustrativas do conceito de empresa do futuro? Para você entender melhor, listamos a seguir seis características das empresas do futuro.

1. Criam novos modelos de negócio

Esta primeira característica está intimamente ligada à razão de ser das fintechs. Apesar de elas atuarem no mercado financeiro, à primeira vista já consolidado, elas revolucionam.

Isso acontece porque conseguem oferecer um novo modelo de negócio baseado na tecnologia e visando facilitar a vida dos clientes, que passam a resolver suas questões financeiras na palma da mão, por meio dos smartphones.

Ou seja, empresas do futuro têm essa visão capaz de agregar positivamente a tecnologia ao negócio, de forma a não se acomodarem e buscarem novas maneiras de realizar seu trabalho.

Isso não significa que seu negócio precisa se modificar totalmente a partir de amanhã, mas sim que você pode se inspirar nessas empresas de destaque para repensar novas maneiras que podem dar mais agilidade aos seus processos.

2. São mais conscientes

A sustentabilidade é uma bandeira cada vez mais levantada na sociedade, e no mercado isso não seria diferente.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Unior + Webster, 87% da população brasileira prefere comprar serviços e produtos de empresas que são sustentáveis.

Apesar de geralmente os produtos sustentáveis serem mais caros, isso parece não incomodar os entrevistados da pesquisa, já que 70% deles não se importa em pagar a mais por algo sustentável.

Mas a consciência ambiental de uma empresa não se traduz apenas no produto ou serviço que ela oferta ao mercado. Ações internas também são importantes e podem ser implementadas por você em seu negócio.

Estamos falando de campanhas de conscientização dos colaboradores a respeito dos recursos naturais, como água, economia de luz, redução do consumo de copos plásticos pelo uso de canecas etc.

São ações práticas muito simples, mas que já auxiliam na disseminação da importância da consciência ambiental, que com certeza fará parte da cultura do negócio e transparecerá para o consumidor moderno, altamente conectado com essas questões.

3. Flexibilizam o modelo de trabalho

As novas gerações, altamente conectadas, são também inquietas e gostam de ter mobilidade. Nesse cenário, o trabalho a distância ganha destaque e espaço nas organizações.

Uma empresa do futuro vê maneiras de flexibilizar cada vez mais seu modelo de trabalho, investindo em tecnologias que permitam essa flexibilização.

Ou seja, não basta apenas, por exemplo, oferecer home office aos colaboradores, se não for dada toda a estrutura para que ele seja realizado, como computadores de qualidade, acesso à rede interna caso necessário, garantia da segurança da informação, entre outros fatores.

Esse tipo de flexibilização certamente se reflete na satisfação dos colaboradores, ajudando a aumentar o engajamento e a qualidade dos serviços prestados.

4. Têm ciclos de inovação mais curtos

Uma empresa do futuro busca integrar os dados do negócio de forma a ter subsídios para tomadas de decisão com foco no desenvolvimento da marca no mercado.

Isso se dá por meio da automação. Basicamente ela consiste em automatizar, através da tecnologia, tarefas repetitivas executadas pelos colaboradores no dia a dia e de forma manual.

Ou seja, processos serão automatizados por meio de softwares ERP, plataformas on-line e sistemas de gestão, como os da AM3 Soluções.

Os softwares ERP, por exemplo, são sistemas que permitem integrar as operações da organização com funcionalidades que trazem mais dinamismo às tarefas.

Um benefício importante desses softwares é que eles facilitam o fluxo de informações dentro da empresa, já que os dados são armazenados em um mesmo local, podendo ser trocados e analisados entre todas as áreas.

Ao automatizar processos, a empresa do futuro consegue:

  • Aumentar a produtividade dos colaboradores;
  • Diminuir os erros;
  • Reduzir os custos;
  • Aumentar a confiabilidade dos dados;
  • Padronizar processos, entre outras vantagens.

Dessa forma, problemas e melhorias passam a ser facilmente identificáveis, e as soluções têm um ciclo de vida mais curto, já que estão em constante processo de melhoramento por meio de uma gestão de qualidade.

Isso com certeza se reflete na qualidade dos produtos ou serviços oferecidos aos clientes. Isso porque eles passam a ter respostas mais rápidas e assertivas quando procuram a empresa.

5. Estão mais conectadas com os colaboradores

As empresas do futuro têm total consciência de que não conseguirão chegar aos patamares desejados sem o auxílio dos seus colaboradores.

Eles precisam ser considerados como ativos altamente valiosos para o sucesso das operações, já que colocam a “mão na massa” e representam a empresa perante o mercado e os clientes.

A adoção de tecnologias, como dissemos no item anterior, é crucial para o dia a dia dos colaboradores, já que permite que as tarefas sejam executadas de forma mais rápida.

Quando eles contam com sistemas que facilitam a rotina, têm ganhos de produtividade e mais tempo para buscar formas de inovar e contribuir para o sucesso e melhoria contínua da empresa.

Porém não basta somente adotar tecnologias para garantir a conexão da empresa com seus colaboradores. Uma comunicação integrada, por exemplo, traz diversos benefícios.

Pense bem: se sua empresa assume um discurso de inovação e colaboração diante do mercado e dos clientes, mas não traduz essa fala dentro de casa, para os colaboradores, será que a satisfação interna estará garantida?

É preciso que se traga para a rotina e a cultura do negócio os valores que ele prega externamente, de maneira que todos estejam alinhados à estratégia estabelecida.

Além disso, é importante oferecer programas voltados ao bem-estar dos colaboradores, treinamentos, avaliação de desempenho, benefícios, planos de carreira, entre outras ações que demonstrem a preocupação do negócio com eles.

6. Estão mais conectadas com os clientes

Uma empresa do futuro quer se conectar com seus clientes e consumidores em potencial. Mas como ela consegue fazer isso?

O primeiro passo é estimular o engajamento desses clientes, fazer parte da rotina deles. E isso é possível por meio das estratégias de marketing digital.

O marketing digital pode ser entendido como a promoção de marcas, serviços ou produtos pelo meio digital, visando atingir o público de forma direta, rápida, significativa e personalizada.

Tudo isso pode ser feito por meio do inbound marketing, uma estratégia de atração do cliente por meio da oferta de conteúdos relevantes para ele. Ou seja, além de ir até o cliente, a empresa do futuro quer ser encontrada por ele.

Assim, ela se utiliza do marketing de conteúdo, que consiste em ações para educar, entreter e dar informações ao possível cliente.

São posts com conteúdos informativos em blogs, interações em redes sociais (como Facebook e Instagram), disparo de e-mails marketing, oferecimento de materiais como e-books, entre outras ações.

A empresa do futuro também deseja ser encontrada nos mecanismos de busca de sites como o Google e, por isso, utiliza-se das chamadas estratégias de SEO para obter resultados sem pagar por anúncios.

A importância de fazer uma gestão inteligente

Como vimos, são muitas e valiosas as características de uma empresa do futuro. Não podemos nos esquecer de que movimentos assim demandam uma gestão inteligente do negócio.

Além de buscar a automação e a utilização de softwares ERP, conforme destacamos anteriormente, empresas com uma gestão inteligente mapeiam seus processos para identificar oportunidades não só de melhorias, mas de otimização de recursos.

É olhar para os processos e verificar se algumas etapas podem ser mais enxutas, se os colaboradores estão atuando com todo o potencial que têm, se existe retrabalho em algum setor etc.

Assim, o gestor consegue obter o máximo e o melhor de cada recurso disponível na organização, com o objetivo de potencializar os resultados e destacar a empresa no mercado.

Uma gestão inteligente terceiriza serviços específicos para outras empresas, que, às vezes, terão até maior know-how em determinada área, como na gestão contábil.

Uma consultoria em TI também pode ser uma ótima saída para empresas que desejam focar suas atividades no planejamento estratégico da organização. Além de reduzir custos, permite aumentar a produtividade e dá mais segurança às operações.

Movimentos assim auxiliam a manter a saúde financeira da organização e a preparam para ser competitiva e ampliar sua fatia de mercado.

Viu só como são muitas as opções de ações que você pode tomar dentro da sua empresa objetivando prepará-la para ser uma empresa do futuro?

Não se esqueça, contudo, da importância dos seus clientes nesse processo. Afinal de contas, sem clientes não há empresa, não é mesmo? Pois mantenha sempre seu foco no cliente em todas as decisões que tomar e em todos os passos que for seguir.

Até porque, como vimos, uma empresa do futuro está cada vez mais conectada aos seus clientes – atuais e futuros. Aproveite então para saber algumas técnicas para aumentar a fidelização de seus clientes no artigo que preparamos: Fidelização de clientes: 5 técnicas para aumentar seu NPS.

Robson Lins

Bacharel em Administração pela Universidade Federal de Campina Grande, CMO na AM3 Soluções, apaixonado por cinema, música e tecnologia.

Deixe uma Resposta