Taxa de Conversão: tudo o que você precisa saber para otimizá-la

Se você trabalha com marketing ou vendas em sua empresa, já deve ter ouvido falar sobre a famosa taxa de conversão, não é mesmo?

Essa taxa é uma métrica muito importante para analisar os resultados de diversas ações e entender o que pode ser melhorado nas organizações.

Você conhece seus números de taxa de conversão, sabe de fato o que ela é e como melhorar esses resultados? Confira mais agora mesmo!

O que é taxa de conversão?

A taxa de conversão é uma métrica utilizada para acompanhar o quanto da sua audiência se converte em ações importantes para o seu negócio. 

As conversões não são necessariamente compras e retornos financeiros. Chamamos de conversão qualquer ação que um indivíduo toma e que é importante para o seu propósito.

Essas ações podem ser o preenchimento de formulários, assinatura de período de testes, pedidos de orçamentos, cliques em e-mails ou redes sociais, download de materiais e, claro, as compras efetivas.

A taxa de conversão é essa proporção entre os usuários que acessaram seu site, ou conteúdo, e aqueles que atingiram o objetivo esperado pelo marketing.

Essa métrica é muito importante, pois pode melhorar as estratégias e dar insights para mudanças que aumentem as ações do público e, consequentemente, dar mais lucros para os negócios.

A taxa permite, então, conhecer mais como são as interações dos usuários com seus sites e conteúdos, reconhecer gargalos e otimizar processos e campanhas, melhorando os investimentos de forma mais certeira e eficaz.

Assim como outros números, a taxa de conversão é uma métrica que deve ser acompanhada e monitorada com frequência.

Como calcular a taxa de conversão?

Para obter essa métrica basta seguir um cálculo simples: 

Número de conversões / número total de visitantes de uma página x 100. 

Vamos exemplificar, se sua landing page obteve 3.000 acessos e 75 pessoas converteram, o cálculo seria 3000/75 = 0,025 x 100 = 2,5%. Ou seja, sua taxa de conversão é de 2,5%.

Mas o que fazer com esse número? Como saber se ele está bom ou ruim? Assim como outras métricas, não existe uma tabela ou um número ideal para ser perseguido. 

É claro que quanto maior esse número, melhor. Mas é importante saber que não há certo ou errado e cada caso é um caso. Um número interessante para um setor pode não ser viável para o seu.

Por isso, é importante conhecer os números da sua área de atuação e se basear neles para comparações, objetivos e metas.

Como otimizar as taxas de conversão?

Como dissemos, mesmo que não exista um número ideal, sabemos que quanto maior a sua taxa de clientes se envolvendo com o seu negócio, melhor. Certo? Por isso, algumas atitudes que podem levar benefícios para a sua empresa e impactar nessa métrica de forma positiva, veja só!

Faça teste A/B

O teste A/B é uma das principais técnicas na busca do aumento da taxa de conversão. Ele se trata de uma comparação entre duas versões de um mesmo conteúdo, com algumas mudanças estratégicas.

Essas versões são enviadas ou disponibilizadas para os usuários ao mesmo tempo e, a partir daí, entende-se qual elemento de teste interfere mais nas conversões.

É interessante testar botões, imagens, cores, textos e uma infinidade de coisas, desde que elas sejam testadas separadamente e aos poucos para se obter mais precisão nos resultados.

Entenda o seu cliente e o seu funil de vendas

Para oferecer conteúdo certeiro para que os clientes, ou futuros clientes, se convertam, é preciso que ele esteja alinhado às necessidades e expectativas do público. Por isso, é essencial entender seu público-alvo e conhecer bem suas personas.

Além disso, respeite os momentos do funil. Nem sempre um visitante está preparado para alguma ação de forma tão rápida. 

Compreenda os momentos do funil e crie diferentes estratégias para cada um deles, focando na conquista do relacionamento com o cliente antes de qualquer compra ou conversão.

Ofereça valor 

Apresentar valor é essencial para converter bem, independente da área de atuação. Para que o usuário clique em algum botão, se inscreva para algo ou compre o seu produto, qual a vantagem ele terá?

É preciso estar claro para os clientes quais serão os benefícios recebidos por eles ao realizarem ações de troca com sua marca.

Cuide do design de sua página

Páginas ou sites pouco atraentes, e que são lentos para carregar, fazem com que os usuários abandonem rapidamente a navegação, nem chegando ao momento de conversão.

O tempo de carregamento e o design responsivo são essenciais para obter cliques e otimizar a taxa de conversão. Tenha em mente que muitos usuários navegam pelo celular e encontrar conteúdos não adaptados para esse dispositivo resulta em experiências negativas.

Cuide para que o design das suas páginas web seja atraente e faça com que as pessoas queiram passar mais do que alguns segundos em sua página.

Forneça gatilhos

Para alcançar boas taxas de conversão, é preciso convencer o usuário a realizar a ação que a sua equipe planejou

Por isso, alguns elementos e gatilhos mentais podem ajudar no poder de persuasão e convencimento do público.

Existem diversas maneiras de se fazer isso, como utilizar sensação de exclusividade, fazendo com que o usuário queira tal produto ou serviço, ou deseje fazer parte de certo grupo.

Também é possível utilizar o gatilho de escassez, oferecendo poucas unidades para que o usuário queira ser parte do número “x” de pessoas ou o medo da perda, mostrando o que ele pode perder se deixar passar tal oportunidade.

A taxa de conversão é uma das principais métricas do marketing digital e não pode faltar em uma estratégia empresarial. Acompanhe e monitore de perto suas taxas e, assim, será possível entender quais ações podem ser melhoradas.

Entender a taxa de conversão proporciona visões para fazer pequenas mudanças que podem ser extremamente significativas para o negócio.

Agora o que você já sabe mais sobre a taxa de conversão, faça seu cálculo e inicie seus testes o quanto antes. Aproveite o tema e leia mais sobre técnicas de vendas

Robson Lins

Bacharel em Administração pela Universidade Federal de Campina Grande, CMO na AM3 Soluções, apaixonado por cinema, música e tecnologia.

Deixe uma Resposta